Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \19\UTC 2008

Ola!

 Entrei hoje pra dar um oi, e em primeiro lugar vou mandar um beijo enorme pra Mercia que fez esse enorme e lindo trabalho pra mudança de layout do blog.. ele ja era bom agora ta demais!! Valeu Mercia, beijinhos pra tu!

To meio ainda me recuperando de uma gripe com sinuzite que me derrubou… mas to bem agora, ja to em pe novamente. Passei uns dias com uma gripe e depois mais uns dias com febre e me perguntando porque ela nao iria embora, até ir no medico e ter que tratar tudo com os antibioticos tao amados pelos medicos franceses (tudo se trata com antibiotico, nunca vi). Como o clima por aqui nao ajuda, é frio, é quente, é frio, e quente, nao tem como saber se cuidar!

Dai aproveitei e fui no sabado passado no centro de vacinaçao internacional pra me vacinar contra febre amarela, ja que to indo daqui a um pouco mais de 1 mes pro Brasil e vou visitar o norte! Foi simples e facil a vacina, porem eles indicaram outros tratamentos pra tomar quando se vai pra regiao amazonica… entao liguei pra casa pra acessoria com meus pais biologos e criou-se uma pequena polemica do fim de semana… o tal tratamento é da malaria, que pelo que entendi nao existe vacina, e é transmitida pelo mosquito… dai o tratamento preventivo, nao sei o nome da droga que eles propoem aqui na França, e teria que ser tomado 1 comprimido pra cada dia de estadia na regiao e ainda pelos proximos 7 dias seguintes… o uso do comprimido nao evita a doença, pelo que entendi no folheto explicativo, ela evita os sintomas e em caso de contaminaçao um tratamento deve ser seguido apos…  Entendi depois (juntando tudo e ainda com a acessoria da minha irmã especialista no assunto) que esse tipo de medicamento é bastante forte, e nao é obrigatorio mas é sugerido, entao cabe a mim decidir se faço ou nao esse tratamento.

Pensei duas coisas, primeiro, de que serve se ele nao evita a contaminaçao da doença(respondam-me se souberem mais sobre o assunto e eu entendi errado), segundo, nao indo se instalar dentro da floresta mas sim na cidade grande, o risco ja diminui bastante, sendo o uso de repelentes de mosquito obrigatorio (sugetao da minha irma).. e minha mae ainda me soltou uma… e se esse tratamento de um comprimido por dia e ainda mais 7 dias depois nao permitir o uso de bebida alcoolica, como vou fazer uma farrinha em Recife (que vou logo depois de Manaus) com minha mae e tia? ahhh??? Enfim, questao aberta na minha vida por enquanto e tenho até o dia 25 de abril (quando parto pro Brasil) pra me decidir o que fazer hehehehe

Pois é e agora tem a semana santa, mas aqui quase nao tem feriado, é um diazinho somente na segunda feira de pascoa… eu nao tenho nenhuma ideia do que vou fazer, nao planejei viagens, nada, com minha ida ao Brasil nao pensei em outras viagens antes.. talvez eu até faça alguma coisa porque minha maquina fotografica ta ficando enferrujada la no armario, tadinha.. Aqui por Paris, os ovinhos, coelhinos e galinhas de chocolate estao em todos lugares (mas como ja comentei antes, nao é como no Brasil), as galinhas é o que eu acho mais engraçado.. porque nao temos costumes no Brasil, e tbm nao tem aqueles ovos enooorrmmees nao sei se nao fui no Carrefour ou supermercados grandes mas so vejo chocolates finos e ovos pequenos e tbm os animaizinhos pequenos… é tao bonitinho!!

Bom é isso, como voces estao vendo, passei so pra dar o ar da graça e so falei bobagens porque nao tem nada muito importante acontecendo por aqui.. ahh teve as eleiçoes municipais,talvez fale disso se tiver tempo porque voltei a trabalhar no laboratorio e isso me ocupa bastante durante o dia

Beijos a todos e Boa Pascoa e nao vao comer muito chocolate viu!

Read Full Post »

Novo layout

Aproveitando o feriado que ninguém trabalha aqui na Noruega, estou inaugurando um novo layout!!

Depois me falem se gostaram!

Beijos

Read Full Post »

Oi gente!

A quanto tempo não escrevo por aqui… Muito tempo. Da última vez meu texto levantou mais uma polêmica familiar e eu silenciei um pouco.  Mas com tantas datas importantes estou sentindo vontade de voltar a escrever. E decidi falar sobre as aniversariantes do dia: as cidades de Recife e Olinda.

Afinal não é todo dia que se completa 473 (Olinda) e 471 (Recife). Em comum, as duas aniversariantes realizam o tradicional corte do bolo. Recife um de 471 kg, com o corte às 19h pelo prefeito João Paulo, na Praça do Arsenal da Marinha, e em Olinda,  um “bolinho” de 200 quilos para o “parabéns pra você”, às 18h, com a Prefeita Luciana, no Alto da Sé. Muitas apresentações artisticas, carnalescas, além de cinema com curtas metragens estão previstas para as duas cidades.

A História delas inicia-se em 1500, logo após o descobrimento do Brasil,  pois corsários e piratas ingleses, franceses e holandeses viviam saqueando as riquezas da terra recém descoberta. Era necessário colonizar  e administrar o Brasil de forma eficiente. Assim em 1534, Portugal criou as capitanias hereditárias e a de Pernambuco foi dada a Duarte Coelho Pereira, que tomou posse, desembarcando, em 9 de março de 1535, na feitoria próxima de Itamaracá e  seguiu para o sul em busca de um lugar para se instalar. Encontrou um local estrategicamente ideal, no alto de colinas, onde existia uma pequena aldeia que os  índios chamavam de Marim,  instalando aí o povoado que deu origem a Olinda.

Conta-se que o local era tão aprazível, que,  o nome Olinda foi dado a partir de uma frase dita por Duarte Coelho: “Ó linda situação para se construir uma vila”. Não se sabe o dia da fundação de Olinda; sabe-se que o povoado prosperou tanto, que em  12 de março de 1537, Duarte Coelho enviou ao rei de Portugal, uma carta de doação que descrevia todos os lugares e benfeitorias existentes na Vila de Olinda. Nas praias, a vila foi fortificada para a defesa e do alto das colinas se expandiu em direção ao mar, ao porto e ao interior onde ficavam os engenhos de açúcar.  Olinda tornou-se um dos mais importantes centros comerciais da colônia, enriquecendo a tal ponto que disputava com a Corte portuguesa em luxo e ostentação. Recife  era apenas o porto utilizado para escoar a produção local.

Essa situação alterou-se a partir de 1630, quando os holandeses (atraídos pela riqueza) ocuparam Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.  Acostumados que estavam às terras planas da Holanda, os holandeses liderados pelo Conde Mauricio de Nassau, preferiram estabelecer-se em Recife e incendiaram Olinda, após retirar os materiais nobres das edificações para construir suas casas em Recife. Culto, Nassau (que assumiu o governo das possessões holandesas no Brasil em 1637), trouxe da Europa grandes arquitetos, engenheiros e paisagistas que deram um ar de metrópole à ao Recife, traçando e  planejando ruas e construindo várias  pontes.

Várias das obras urbanísticas dos tempos de Nassau são ainda visíveis na cidade; alguns dos quadros pintados pelo holandês Frans Post no Brasil são hoje importante documentos que retratam o país naquela época; veja algumas obras de Post, retratando o Brasil, no museu do Louvre, em Paris (http://www.recifeguide.com/brasil/informacoes/historia.html).

Quando os holandeses foram expulsos, em 1654, Recife tinha-se tornado importante entreposto comercial. A rivalidade entre os senhores de engenho, que tornaram a ocupar Olinda, e a emergente classe comerciante que se formara em Recife resultou na Guerra dos Mascates.

Os poderosos controlavam a Câmara Municipal de Olinda e os recifenses queriam tomar parte dela. A grande vitória dos recifenses ocorreu com a criação de sua Câmara Municipal em 1709, que libertava, definitivamente, os comerciantes da autoridade política olindense e finalmente em 1711 o fato se consumou: Recife foi equiparada a Olinda e Recife foi elevada a condição de capital de Pernambuco e assim terminou a Guerra dos Mascates.

Sites consultados:

http://www.suapesquisa.com/historiadobrasil/capitanias-hereditarias.htm

http://www.olinda.pe.gov.br/portal/historia.php

http://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_dos_Mascates

Um beijo pra TODOS

Read Full Post »

A crepe

Passamos o fim de semana comendo crepe… mas não foi o crepe… foi a crepe!!!! Sim porque em francês o crepe é feminino… e como a receita foi original, não posso mudar o gênero!!

Francês que se preze não sabe fazer receita pequena… então foi crepe no sabado, crepe no domingo e crepe ainda para hoje. Mas o melhor foi minhas aventuras de fazer e virar a bichinha!!!! Não caiu nenhuma no chão!! 🙂

Crepe francesa leva conhaque e açúcar de baunilha na receita, e pode ser comida (coisa de francês) com açúcar, com mel, ou nutella…. Difícil é achar nutella na Noruega… 😉

Mas no final das contas só com açúcar mesmo ficou uma delícia!!!!

Beijos pra vocês

Read Full Post »

Dificil decidir o que escrever aqui nessa blogagem coletiva que aceitei fazer porque acredito que ela é especialmente importante!! O intuito é o debate e a informaçao, a educaçao, a conscientizaçao, isso deve surgir da atitude de cada mulher e de cada homem. Eh um assunto polemico, sei la, com certeza nao é um assunto facil… mas vamos la… vou tentar…
Como esse blog é de familia vou contar minha historia, do jeito que vejo, do jeito que vivo, dos ensinamentos que tive e consegui absorver…

Bom, tenho alguem pra me espelhar, como voces sabem, uma mulher maravilhosa que ja teve muitas oportunidades de contar algumas de suas historias aqui no blog que é minha mae, de familia humilde e numerosa, foi obrigada pela vida a trabalhar desde cedo pra ajudar a colocar comida em casa, como ela era estudiosa, terminou sendo professora, um exemplo de vida, que para garantir um futuro melhor para os filhos, nao cansou de trabalhar, e dar exemplo, mas hoje, apesar desse dia, queria falar é do meu pai….. Para também homenagear os muitos homens, pais, maridos que sao maravilhosos e que nos amam e que caminham junto conosco por um futuro melhor.

Meu pai, veio do interior de Pernambuco pra capital pra estudar, conseguiu estudar e se tornou professor, eu nao posso julgar muito de sua formaçao, mas lembro do orgulho com que ele falava de sua mae, e de como ela fez de tudo para criar seus filhos sozinha, ela deve ter sido o seu exemplo que a mulher pode tudo se tiver vontade e trabalhar… Bom, sempre percebi em meu pai os traços machistas em comentarios e algumas atitudes, porem nao o culpo, pois nossa sociedade é assim (mesmo amigos da minha idade ou até mais novos sempre demonstram comentarios ou atitudes dessa natureza)… porem, casou-se com uma mulher batalhadora e imaginem que esse homem veio ter a sorte de ter 3 filhas mulheres !!

Eh engraçado pensar nisso, ja me ocorreu de pensar, imaginei que ele se perguntou o que transmitir pra as filhas, como educar…todos somos humanos e sugeitos a erros mas sinceramente acho que ele fez bem feito e agradeço a ele. Nao me lembro muitas coisas de quando eu era criança (ja me disseram que isso significa que tive uma infancia feliz), mas eu me lebro dele me dizer de vez em quando algo como : « o mundo nao é facil pra a mulher, voces nao so tem que ser boas no que fazem, tem que de alguma forma ser melhores que os homens », de certo modo ele expos a sua maneira de pensar, essa competitividade masculina, e tentou nos preparar pra sermos seguras e independentes. A diciplina foi sempre rigida (as vezes acho que até demais mas se nao fosse assim eu nao seria o que sou hoje), mas sempre com uma ponta de docura que ele nunca sabia direito expressar (nem sabe) . Ele sempre aceitou e respeitou e acredito que se sentiu orgulhoso com as vitorias e avanços da minha mae, sempre e ainda hoje cita ela como exemplo de profissionalismo de uma mulher forte e batalhadora, porem acho que de alguma forma ele nunca entendeu que ela nao é uma mulher que vive para arrumar a casa e para o marido e que isso nao é defeito, e do outro lado, ela tbm nao entendeu como administrar essa situaçao, mas como disse, nao os culpo por isso… comentei isso pra ilustrar que nao é facil aprender a viver com todas essas mudanças.. para a mulher ser feminista e feminina, ser trabalhadora e esposa, ser mae e carinhosa e educar e para o homem ser marido e trabalhador, cumplice e companheiro, ser pai e carinhoso e educar… tudo ao mesmo tempo para os dois… talvez tudo isso vai sendo mais facil com o passar do tempo de geraçao em geraçao… (espero !!!)

Mas deveria falar de mim… pois bem, apesar de ter dito tudo isso, nossa criaçao foi de forma a priorizar a educaçao e a formaçao antes de tudo, Na nossa adolescencia, foi um pouco duro, festinhas, quase nada… namoro ?? ele (meu pai) sempre dizia pra « flertar » mas nada de namoro serio em primeiro lugar os estudos … porem quando iriamos sair : « coloca uma saia, é tao bonito uma mulher bem feminina » ou coisas assim…hehehe uma figura meu pai!

Acho que ele entendeu que o mundo estava aberto para nos, que mesmo se na mentalidade das pessoas nao fosse tao simples, nos teriamos nosso lugar e o que precisariamos era aprender a enxergar isso, passar por cima dos clichés e ir a luta para vencer … hoje em dia pensando acredito que o destino fez bem e dar pra ele tres filhas mulheres, nao da pra imaginar, mas tenho um palpite que talvez ele nao se saisse tao bem criando homens… Hoje me sinto forte comigo mesma, e devo muito disso aos meus pais, aos dois, cada um com sua força, seu amor sua dedicaçao e sua liçao de vida.

Dai o que sou hoje ! Uma pessoa cheia de qualidades e defeitos como todos, com varios medos, mas com vontade de lutar, de vencer e ir atras do que eu quero. Um belo dia coloquei na cabeça que queria vir aqui (na França), nao para fugir do Brasil, mas por razoes pessoais, queria aperfeiçoar a lingua e viver uma cultura que me fascinava (e me fascina até hoje) vim batalhei e venci… nao tenho sonhos de que no exterior tudo é melhor, aqui tem muita coisa ruim e muita coisa boa, como no Brasil tambem tem os dois, quando vim nao conhecia ninguem, vim pra trabalhar, aprender, viver, tenho alguns bons amigos aqui, sou solteira até hoje e pago minhas contas com meu salario, enfim continuo buscando sonhos.
Acho engraçado todos os cliches com essas historias de feminismo… as mulheres querem ser iguais aos homens, elas nao sao femininas, bla bla bla… Nao acredito nisso, sou uma mulher, fruto da minha educaçao, formaçao e da ideologia adquirida de minhas experiencias, mas quer saber…
Tenho meus proprios clichés : Nao me acho feminina, pelo menos para os padroes de beleza da midia, acho que tambem pela minha formaçao que meu pai nunca gostou que usassemos maquiagem ou coisas assim eu me acostumei, desde pequena.. e sou feliz assim…Também acho que sou racional demais e com isso nao me acho muito romantica (o que nao significa que nao sou carinhosa), nao acredito que a vida so seja completa se tivermos um casamento e uma familia, nao busco romance ou namorados, no Brasil me sintia como um peixe fora d’agua porque tudo é meio sentimental e sexual demais, o que nao me impede de que hoje eu tenha um companheiro de aventuras que me respeita e me ajuda a trilhar comigo alguns dos meus caminhos, porem ele nao tem que me abrir portas ou carregar os pesos por mim, tenho maos e braços como ele e dividimos os pesos e as tarefas…

Gostaria que a imagem da mulher brasileira seja a mulher que acorda cedinho pra trabalhar pra poder educar os filhos (que decidiu ter), que gosta de dançar e de cantar (porque somos assim) gosta de tomar uma cervejinha gelada ou um guarana com os amigos, que tem sua fé, e que é bonita como é. Gostaria que nossas crianças tivessem mais oportunidades para nao terminarem tendo que se prostituir pra poder sobreviver e com isso alimentar mais ainda essa sociedade machista onde a mulher é tratada como objeto (aqui da parentese pra muito papo que nao vou começar porque nao vale a pena mesmo, sorry). E que nossas jovens nao tentem desesperadamente buscar um corpo perfeito em busca de fama, uma fama que alimenta essa ideia de sexualidade da mulher brasileira (o que deveria ser sensualidade).

Agradeço a sorte que tive, dos pais maravilhosos e presentes, na minha infancia nao tive muita coisa material, nao tive luxo nehum (so as frutas tiradas das arvores do quintal), mas tinha segurança e a comida na barriga, pude ter a tranquilidade de crescer de estudar e hoje ja cheguei em lugares que nunca imaginei que chegaria um dia.

Eu sou mulher com muita felicidade, depois de conviver com tantos homens (sou engenheira), nao trocaria o fato de ser mulher por nada !! somos tao mais complexas e interessantes ser mulher é sentir e pensar mil coisas ao mesmo tempo, é ter influencia dos hormonios que nos fazem perder a calma e a razao algumas vezes (ou uma vez por mes), é ter o instinto de querer cuidar e proteger, ter carinho e doçura, mas também é ser forte.

Parabens a todas as mulheres que seguem seu caminho como decidiram e tbm a todos os homens nos respeitam e nos amam e que praticipam conosco dessa luta por mais respeito, mais dignidade… Vamos tentar fazer com que essa realidade se espalhe mais e mais que as mulheres percam o medo dos homens, principalmente percam a dependencia deles, para que elas nao sejam mais agredidas ou maltratadas.

Bom é isso, esse foi um relato de uma mulher brasileira, que da duro todo dia pra encontrar seu lugar ao sol, que tem fé num mundo sempre melhor se trabalharmos por isso, e que tem orgulho de ser brasileira e tenta mostrar no exterior com seu trabalho e dignidade que o Brasil é um pais amado e que é mais que mulheres peladas, carnaval e futebol.

Feliz dia internacional da mulher !

Read Full Post »

Ola.. como disse ontem que iria começar a soltar o verbo e nao iria aguentar até o dia 8 que é o dia oficial da blogagem coletiva… pela valorizaçao da mulher brasileira…. mas hoje vou fazer algo diferente, vou compartilhar um pouco de cultura com voces !! Afinal de contas, se a galera ta lutando por mais justiça pelo mundo por que nao comparilhar com os outros!

Pois é.. hoje estou aqui somente pra colocar uma musica pra voces… é em frances (vou tentar traduzir ao lado), é uma musica que data de 2001, e conheci essa musica quando estudava frances e morava ainda no Brasil… adorei, so que tinha esquecido dentro do meu ipod… e um dia desses escutei…e como ja estava comprometida até os fios do cabelo pra a campanha da Lys e da Meiroca, decidi colocar isso aqui…Bom, na verdade a blogagem coletiva é pra falar da mulher brasileira!! porem a violencia sofrida contra a mulher é um dentre os problemas das mulheres brasileiras , e é disso que fala essa musica…

O titulo da musica “Aux armes citoyennes”…. faz referencia ao hino nacional frances que referencia (como quase todos os hinos europeus) a guerra, pra quem nao conhece o hino, uma das partes fala : “Aux armes citoyens” que quer dizer literalmente “às armas cidadãos” … entao o titulo da musica é no feminino. Bom vou tentar traduzir e tbm colocar a musica aqui se vcs tiverem audio e quizerem ouvir é so clicar no play abaixo pode ser interessante e talvez até vcs gostem da musica (eu adoro !!).

Um Beijo pra todos

# ta dando erro no link acima, vamos tentar clicando aqui para escutar!

Aux armes, citoyennes (Zazie)    às armas cidadãs

A ceux qui pensent                         a aqueles que pensam
Qu’Eve est seulement                     que Eva é somente
Une moitié d’Adam                           uma metade de Adão
A ceux qui disent                           a aqueles que dizem
Qu’elle est la mère                            que ela é a mãe
De tous les vices                            de todos os vicios
A ceux qui se permettent            a aqueles que se permetem
D’être le seul maître                    serem o unico mestre
Après Dieu                                       depois de Deus
A ceux qui rient                                    a aqueles que riem
A celles qui pleurent                  a aquelas que choram

A ceux qui vont                           a aquels que vão
Libres comme l’air                       livres como o ar
A celles qui se terrent                  a aquelas que se enterram
A ceux qui ont                               a aqueles que têm
Le droit de dire                             o direito de dizer
Elles, de se taire                             elas, de se calar
A ceux qui prennent la vie           a aqueles que tomam a vida
De celles qui donnent la vie          daquelas que dão a vida
A ceux qui rient                              a aqueles que riem
De celles qui pleurent                    daquelas que choram

Aux armes, citoyennes                  às armas cidadãs
Nos armes seront                          nossas armas serão
Les larmes qui nous viennent         as lagrimas que nos vem
Des crimes sans nom                        pelos crimes sem nome
Aux hommes qui nous aiment          aos homens que nos amam
Ensemble, marchons                          seguiremos juntos
Et au Diable les autres                    e pro Diabo os outros

A celles qu’on opprime               a aquelas que sao oprimidas
Pour avoir commis le crime           por terem cometido o crime
D’aimer                                        de amar
A celles qu’on supprime                a aquelas que sao largadas
Pour un peu de peau                        por um pouco de pele
Dévoilée                                           descoberta
A celles qu’on assassine                A aquelas que sao assassinadas
Pour avoir tenté de leur résiste           por ter tentado resistir
A nous, mes frères                                A nos, meus irmaõs
Qui laissons faire                                 que deixamos acontecer

Aux armes, citoyennes                         às armas cidadãs
Nos armes seront                                  nossas armas serão
Les larmes qui nous viennent                 as lagrimas que nos vem
Des victimes sans nom                          pelas vitimas sem nome
Aux hommes qui nous aiment                aos homems que nos amam
Ensemble, marchons                                seguiremos juntos
Et au Diable les autres                            e pro Diabo os outros
 

A nous, mes frères                                    a nos, meus irmãos
Qui laissons faire                                      que deixamos acontecer

Aux armes, citoyennes                           às armas cidadãs
Aux armes, versons                                 às armas, derramemos
Les larmes qui nous viennent                as lagrimas que nos vem
Au feu des canons                                 ao fogo dos canhoes
Aux hommes que reviennent               aos homens que têm
Un peu de raison                                     um pouco de razão
Et au Diable les autres                          e pro Diabo os outros

Aux armes, citoyennes                             às armas cidadãs
Nos larmes seront                                      nossas lagrimas serão
Le forces qui nous tiennent                      a força que nos matêm
Ensemble, marchons                              seguiremos juntas
Puisque l’horreur est humaine                 ja que o horror é humano
Sur elle versons                                            sobre ele verseremos
Nos larmes en pardon                                 nossas lagrimas em perdão

Read Full Post »

Ola gente

Como ja falei aqui, no sabado dia 8 de março vai ter uma blogagem coletiva vamos levantar a bandeira da valorizaçao da mulher brasileira… Porem queria desabafar…  porque assistindo tv ontem a noite fiquei indignada e resolvi soltar o verbo desde hoje!!

Dai, antes de falar, hoje de manha me deparei com esse texto maravilhoso da Lys… leiam por favor, vale a pena!! so pra dar uma ideia do problema que estamos tentando encarar… porque sei que esses exemplos que a Lys citou de sites que ela encontrou nao caracteriza a maioria das mulheres que vai ler este Post.

Pois bem, vou voltar a historia que eu queria contar… to eu assistindo tv ontem a noite, e vem um anuncio do programa seguinte ao que eu estava assistindo, desses de entrevista que eles ficam debatendo bobagens, e sempre tem um auditorio (é o que mais tem na tv francesa), alguns sao serios alguns sao idiotas… eu nao assistiria esse em particular, mas dai vejo a chamanda que tem uma escritora que vai debater sobre o feminismo… me interessei e começei a assitir…

Aqui abro parentese para a minha visao da coisa. Eu acho no geral a sociedade brasileira machista, a visao da mulher é um objeto para o homem (voce ve isso na tv, nos comentarios que se ouve nas ruas, e muita gente so acha engraçado). Uma das coisas que eu sonhava em vir pra Europa é o fato de que aqui “existe” o feminismo… ja tinha lido coisas sobre a França, toda a revoluçao que as mulheres faziam desde a decada de 60… o exemplo de Simone de Beauvoir, e de tantas outras etc etc etc… bem eu sabia que a sociedade latina era machista, mas acreditava antes de vir pra ca que na França as coisas nao seriam como no Brasil…

Nesse ponto me enganei amargamente!! a sociedade é quase a mesma coisa … digo quase porque o que senti aqui é que apesar da tv passar sem parar propagandas  e comentarios machistas onde por exemplo o corpo da mulher explorado pra vender produtos “masculinos” ou as vezes nem isso, apesar de tudo isso no dia a dia a atitude dos homens e das mulheres é diferente, eu sinto a diferença… acho que vem de educaçao… talvez exista uma geraçao a frente da nossa de mulheres que lutaram e ensinaram aos filhos e esses ja tem seus filhos… ou talvez por tudo que falei da historia da luta do feminismo aqui…

Seguindo a linha de raciocinio da Lys, no post que indiquei para voces lerem acima, coloquei no google a busca por “mulheres francesas” (em frances) e entre os resultados veio primeiro um livro sobre mulheres francesas no exterior, seguido de 3 artigos (ou blogs) sobre o feminismo depois tem um sobre os direitos da mulher (onde fala de violencia contra a mulher que tbm existe por aqui), virei tres paginas e nada de mulher semi nua, so tinha um anuncio de agencia de matrimonio para quem procura o amor hehehehe… enfim… bem diferente do Brasil.

Mas voltando ao programa de tv ontem a noite, o debate foi mediocre como eu imaginava, fiquei me perguntando como esse tipo de discussao e de cliches que estavam sendo abordados  poderia ser possivel numa emissao de tv de um pais de primeiro mundo nos dias de hoje… a discussao surgiria por conta de um livro sobre o feminismo e a autora a um certo ponto da entrevista perguntou porque ela estava sendo metralhada por perguntas como se ela tivesse que se defender, o que nao era pra ser o caso.  Bom.. nem terminei de assistir, desliguei a TV, vi que nao era pra ter levado a serio, sabe quando ficam passando mensagens de SMS (texto do celular) dos telespectadores??? tavam mandando ela ir pra cozinha… tipico nao?? Fiquei furiosa!!!

Pensei comigo mesma: como pode, nos dias de hoje, mulheres acharem que essa luta nao interessa a elas (o caso de uma cantora que estava na emissao de ontem a noite  para promover seu cd). Porque finalmente acho que pouca gente entende o que é o feminismo… as mulheres estao tao acostumadas a viver sua vida, trabalhar, porque o mundo esta aberto pra elas e quando elas sao questionadas sobre isso algumas delas se dizem até machistas (isso aconteceu no blog da Lys quando ela propos a blogagem coletiva). Voces sabem o que é machismo???

Machismo é a idéia que o homem é superior a mulher, e isso é responsavel pela opressao e violencia vivida ainda por muitas mulheres. O feminismo é a negaçao do machismo, é a afirmaçao que nao existe essa superioridade, e que nao existe nenhuma superioridade… Mas vale repetir pra quem nao entendeu ainda, homens e mulheres devem ser iguais na sociedade, porem as mulheres sao fisicamente e biologicamente diferente dos homens, eles tem cada um sua funçao na natureza bla bla bla, assim como entre cada ser humano cada um tem suas caracteristicas e suas limitaçoes, o homem é razao e a mulher coraçao (nao é o que todos dizem?)… claro… é verdade!! Entao a nossa sociedade deveria ser ao mesmo tempo razao e coraçao.

Enfim eu tento viver minha vidinha, na verdade termino fazendo como todo mundo, que pensa um pouco sobre o assunto antes de 8 de março mas que a partir do dia 9 volta a rotina de sempre onde tudo vai bem… talvez eu deva reclamar mais, abrir mais a boca, nao deixar essas coisas passarem em branco… sou inteligente, independente, forte e decidida, sou mulher.

um beijo pra voces!!!

Read Full Post »