Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Musica’ Category

Oi gente

A bossa nova foi decretada “PATRIMONIO CULTURAL CARIOCA”! 

O prefeito César Maia, ao criar o decreto levou em consideração a importância do movimento para a cidade e para a música brasileira, as canções de Tom Jobim, Vinicius de Moraes e companhia e o novo modo de tocar e cantar.

Mais que justo, no entanto gostaria que tivesse sido Patrimonio Cultural Brasileiro… Embora seja um movimento musical que nasceu e cresceu no Rio de Janeiro,  conquistou fãs e adeptos em todo o Brasil ou até mesmo em todo o mundo.

A bossa nova fez parte de minha adolescencia, sempre foi meu estilo de  música favorito e creio que minhas filhas aprenderam também a gostar de tanto que ouviam, nem sei…

Nas letras deste estilo de música, o autor diz sempre o que gostariamos de dizer e como é um ritmo pouco agitado, tranquilo,  geralmente colocamos nosso coração ao cantá-la como esta música de Tom Jobim:

Chega de Saudade

Vai minha tristeza e diz a ela que sem ela
Não pode ser, diz-lhe numa prece
Que ela regresse, porque eu não posso
Mais sofrer. Chega de saudade a realidade
É que sem ela não há paz, não há beleza
É só tristeza e a melancolia
Que não sai de mim, não sai de mim, não sai

Mas se ela voltar, se ela voltar,
Que coisa linda, que coisa louca
Pois há menos peixinhos a nadar no mar
Do que os beijinhos que eu darei
Na sua boca, dentro dos meus braços
Os abraços hão de ser, milhões de abraços
Apertado assim, colado assim, calado assim
Abraços e beijinhos e carinhos sem ter fim
Que é pra acabar com esse negócio de você viver sem mim.
Não quero mais esse negócio de você longe de mim…

È um ritmo gostoso,  calmo e com muita emoção: (cantemos…)

Felicidade (Vinicius de Moraes)

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar
Voa tão leve
Mas tem a vida breve
Precisa que haja vento sem parar

A felicidade do pobre parece
A grande ilusão do carnaval
A gente trabalha o ano inteiro
Por um momento de sonho
Pra fazer a fantasia
De rei ou de pirata ou jardineira
Pra tudo se acabar na quarta-feira

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A felicidade é como a gota
De orvalho numa pétala de flor
Brilha tranqüila
Depois de leve oscila
E cai como uma lágrima de amor

A felicidade é uma coisa boa
E tão delicada também
Tem flores e amores
De todas as cores
Tem ninhos de passarinhos
Tudo de bom ela tem
E é por ela ser assim tão delicada
Que eu trato dela sempre muito bem

Tristeza não tem fim
Felicidade sim

A minha felicidade está sonhando
Nos olhos da minha namorada
É como esta noite, passando, passando
Em busca da madrugada
Falem baixo, por favor
Pra que ela acorde alegre com o dia
Oferecendo beijos de amor.

Um grande beijo pra TODOS

Read Full Post »

olha o frevo ai!!

Mercia me pediu frevos pra gente colocar aqui pra tocar.. então.. em homenagem a esse grande dia.. vamos frevar!!

Bom Danado
(Luiz Bandeira/ Ernani Seve)
Êta frevo bom danado
Êta povo animado
Quando o frevo
Começa parece que o mundo
Já vai acabar, hei!
Quem cai no passo
Não quer mais parar
Adeus meu bem eu vou
No frevo me espalhar
Não precisa ter cuidado
Nem tão pouco me esperar
Compre fiado
Se o dinheiro não chegar
Tome conta dos meninos
Quarta-feira vou voltar

Read Full Post »

Dia do frevo!!!

Parabéns pra o frevo!!!

eu aqui de longe ficou so ouvindo meus cds… e pensando em toda a festa que deve ter hoje na minha terra…

Beijos para todos e um bom dia!!! (to atolada de coisas pra fazer)

Sou do Recife com orgulho e com saudade
Sou do Recife com vontade de chorar
O rio passa levando barcaça pro alto mar
E em mim não passa essa vontade de voltar

Recife mandou me chamar
Capiba e Zumba essa hora onde é que estão
Inês e Rosa em que reinado reinarão
Ascenso me mande um cartão

Rua antiga da Harmonia
Da Amizade, da Saudade, da União
São lembranças noite e dia
Nelson Ferreira toque aquela introdução “

Frevo n. 3 do Recife (Antonio Maria)

Read Full Post »

Para um amor no Recife

Eu adoro essa música… e, claro… dedico ela para minha mãe

Para Um Amor No Recife
(Paulinho da Viola)

A razão porque mando um sorriso
E não corro
É que andei levando a vida
Quase morto
Quero fechar a ferida
Quero estancar o sangue
E sepultar bem longe
O que restou da camisa
Colorida que cobria minha dor
Meu amor eu não esqueço
Não se esqueça por favor
Que eu voltarei depressa
Tão logo a noite acabe
Tão logo esse tempo passe
Para beijar você

Read Full Post »